Startup Weekend: 54 horas de imersão na criação de uma startup

Em 2015 eu participei do meu primeiro Startup Weekend em Floripa. Muitos já haviam me falado sobre o evento e o quão legal era, e eles não estavam mentindo!
Naquele ano eu havia acabado de entrar para o Uniinova, a Incubadora de Empresas da Univali, e já havia passado uma semana em um workshop bem intenso com o Stanford Research Institute – SRI sobre Habitats de Inovação (vou falar sobre isso em outro post).

Pra fechar a intensa semana, meu final de semana foi de muitos aprendizados e conexões desenvolvendo junto com grandes profissionais uma startup no Startup Weekend Floripa 2015. Vou falar brevemente sobre o que é o Startup Weekend (SW), um pouco sobre como foi a experiência e o que ter participado me proporcionou.

Startup Weekend Floripa 2015

Estou ai no meio de toda essa galera, consegue me achar?

O que é o Startup Weekend?

O Startup Weekend é um evento realizado por voluntários que tem como principal objetivo proporcionar uma imersão em como criar uma startup, educando assim empreendedores para o modelo mental de startup. A primeira edição aconteceu em Boulder no Colorado/USA, descobri isso lendo o livro Startup Communities do Brad Feld (indico muito a leitura), e depois em diversas outras cidades e estados americanos e hoje já atingiu mais de 150 países! Segundo dados do site oficial do evento já foram mais de 2.900 eventos e mais de 23 mil times formados!

Um ponto interessante de mencionar é que o evento SW não tem como objetivo gerar lucro!

Atualmente a Techstars é a detentora dos direitos do Startup Weekend. A Techstars é uma aceleradora que também iniciou em Boulder e tem como um dos fundadores o Brad Feld. Mas vou deixar pra falar mais sobre a TechStars e aceleradoras em outro post! Voltamos ao SW…

O Startup Weekend tem um formato específico, que acontece em 54 horas durante um final de semana, conectando desenvolvedores, designers e negócios (perfil que enquadra outros interessados que não são das áreas técnicas) para formar times e experienciar esse movimento de criar uma startup.

Startup Weekend From Zero to Hero

From Zero to Hero – Jornada do SW – imagem feita pelo pessoal do SW Blumenau

Vou falar um pouco sobre cada um dos dias abaixo, com base na minha participação nos eventos e na organização do Startup Weekend Balneário Camboriú!

Mas antes de falar sobre cada dia, quero só falar rapidamente sobre quem são as pessoas envolvidas no evento:

Participantes: todos que adquiriram um ingresso. São divididos nos perfis desenvolvedores, designers e negócio. Os dois primeiros perfis são técnicos e o perfil de negócio abrange outros profissionais que tem interesse em montar uma startup, podem ser pessoas formandas, serem estudantes dos mais diversos cursos ou qualquer interessado em empreender!

Mentores: são empreendedores e profissionais que normalmente já tiveram experiências empreendedoras, principalmente com startups, e que tem como objetivo auxiliar de forma a direcionar os participantes no desenvolvimento da startup.

Patrocinadores: são empresas, universidades, organizações privadas ou públicas, que apoiam financeiramente a realização do evento. Os recursos dos patrocinadores auxiliam na logística para trazer o facilitador e mentores, na alimentação, na infraestrutura, entre outros.

Equipe organizadora/Staff: são os voluntários que toparam organizar o evento e que provavelmente trabalharam bastante pra fazer acontecer! Além de organizar, estas pessoas são responsáveis para que tudo funcione durante o final de semana.

Facilitador: é uma pessoa que já participou de alguns SWs e é escolhido pela rede da TechStars Startup Weekend para, como o nome já diz, facilitar eventos. Sua principal função é fazer com que todos os participantes tenham uma experiência legal!

Jurados: são os responsáveis por, no último dia, avaliar as apresentações das startups criadas e decidir quem serão os vencedores. Normalmente são formados por pessoas com experiência na área como investidores, empreendedores, CEOs, Diretores de Empresas..

O primeiro dia (sexta-feira à noite)

Na sexta-feira a noite a agenda começa com um breve comes e bebes e networking com os demais participantes do evento, alguns mentores e equipe organizadora. Por acaso na edição que participei acabei encontrando diversos amigos que estavam ali, alguns colegas que participaram da minha turma do StartupSC, e diversos outros que conheci em eventos. Conheci várias pessoas novas também!

Após a recepção, as equipes vão para um local onde o facilitador irá recepcionar a todos, falar sobre a dinâmica do evento, apresentar os patrocinadores, entre outras informações que são interessantes para aproveitar ao máximo as 54 horas.

Em algumas edições ocorre uma palestra rápida, até para dar aquela motivada na galera. Na edição que eu fui em 2015 a palestra foi com o Amure Pinho, contando um pouco da sua experiência com o Blogo. Fantástica. Já nas primeiras horas aprendi muita coisa legal e tive vários insights (recomendo buscar um pouco sobre a experiência do @amurepinho).

Continuando a noite de sexta-feira, chega a hora dos participantes do evento venderem suas ideias no palco! É utilizado um formato de pitch, uma apresentação rápida. Durante 1 minuto (isso mesmo, pouco tempo) os participantes de qualquer perfil podem vender suas ideias para todos os demais. Enquanto é realizado o pitch a equipe organizadora vai anotando a ideia para que depois possa ser feita uma votação. É incrível como a galera tem muita ideia legal!

Após as apresentações todos os participantes vão poder votar nas ideias que acharam mais legais. As ideias mais votadas, cerca de 10 a 12 ideias, serão as desenvolvidas no final de semana, e aí é responsabilidade dos líderes que criaram a ideia recrutar as pessoas para seu time. A dinâmica é rápida, mas é bem interessante pensar nas necessidades de ter equipes complementares!

Após a montagem das equipes, acaba a sexta-feira e todos voltam ao trabalho na manhã seguinte.

O segundo dia (sábado)

Na manhã do sábado, após um cafézinho pra dar aquela ligada, iniciam-se os trabalhos!

Nessa manhã começam a atuar, com um papel muito importante, os mentores. São realizadas pelos próprios mentores palestras rápidas com diversos temas, a primeira é sobre validação. A ideia é que os participantes consigam validar as hipóteses que podem fazer a startup dar certo ou não. Os mentores tem como objetivo questionar os participantes, incentivar que busquem respostas para as dúvidas e principalmente a opinião dos usuários finais da ideia sobre como devem prosseguir.

Startup Weekend - Mentores

Mentores no #SWBC2017 auxiliando uma equipe

Bom já fica claro que a galera tem que tirar a bunda da cadeira! E aí é entrevistar pessoas que possam ser potenciais clientes, que sentem uma dor, passam por um problema ou necessidade.. neste primeiro momento o que importa é tentar descobrir se essas pessoas realmente passam por um problema real, é claro que pensando que existe uma ideia de solução que poderá resolver tal problema depois.

Uma dica bem legal para quem tem interesse em participar do evento é que realmente saia pra rua, não pense em já fazer formulário do google/typeform, falar no WhatsApp ou no Facebook.. vai falar pessoalmente pois terá muito mais insights e acredito que a experiência será muito enriquecedora!

Um ponto bem legal de falar aqui, é que todas as refeições do evento estão no pacote! Quando eu participei lá em Floripa o Outback era um patrocinador, posso dizer que foi bem legal.

Startup Weekend - Almoco

Meu almoço de Sábado no SWFloripa2015 – nem precisa falar muito né?

Após encontrar um problema que a ideia pode resolver, as equipes passam a criar MVPs, que são como a sigla diz produtos mínimos viáveis, para validar suas hipóteses de problema e solução. Também normalmente um dos mentores faz uma palestra sobre como criar MVPs e qual são os objetivos disso.

A partir do momento que a equipe conseguiu validar o problema e já tem um MVP da sua solução é hora de buscar mais usuários, ou seja, vender! E a galera passa o sábado inteiro e também uma parte do domingo com o objetivo de buscar mais clientes!

O terceiro e último dia (Domingo)

Como eu mencionei muitos voltam no domingo ainda com o objetivo de conquistar mais clientes e buscar feedbacks da solução. Na edição que participei a equipe vencedora, se bem me recordo, gerou R$800,00 de receita! E isso tudo é resultado que será apresentado para os jurados no final do evento.

Portanto, chega a hora de mais uma palestra rápida dos mentores sobre como fazer um Pitch! São diversas dicas de como a equipe pode demonstrar aos jurados (que até agora não acompanharam nada do desenvolvimento das ideias) os resultados que conquistou durante o final de semana. Ainda no domingo são feitas sessões de treinos dos pitchs onde os mentores se reúnem para ajudar a aperfeiçoar a apresentação das equipes.

No final da tarde, as equipes voltam ao local de apresentações para então fazer seus pitchs aos jurados! É bom caprichar nos slides demonstrando sua jornada e conquistas do final de semana! 😉

Startup Weekend Pitch

Pitch de uma equipe do Startup Weekend Balneário Camboriú

Normalmente o pitch é de 5 minutos e ainda tem um tempo para os jurados tirarem dúvidas sobre o que foi apresentado. Após todas as apresentações, o facilitador leva os jurados para um espaço reservado onde estes vão falar das suas avaliações, compilar os resultados e ver quais as três equipes foram as vencedoras!

O Final – o que pode-se dizer…

Bom no final as três equipes vencedoras ganham seus prêmios, que normalmente vão facilitar a continuidade da startup caso for a opção da equipe.

Não é nada de dinheiro.

Já vi várias premiações como horas em coworkings, descontos em serviços de startups, entre outros. A ideia é: você chegou até aqui, se quiser continuar terá ainda mais incentivos.

Mas, particularmente, acho que a melhor premiação e que todos ganham é a experiência vivenciada durante todo o final de semana.

Você no Startup Weekend!

Naquele domingo à noite, voltando do SW Floripa, uma das primeiras coisas que pensei foi: precisamos ter mais eventos como esses, quero que mais pessoas vivam essa experiência que tive.

Ainda não havia sido realizada uma edição na região onde moro e em 2017 conseguimos realizar a primeira! Atualmente estou na equipe organizadora da segunda edição que vai acontecer nos dias 18, 19 e 20 de Maio de 2018.

Se você quer ver um pouco do que foi a edição de 2017 do Startup Weekend Balneário Camboriú confere esse super vídeo abaixo!

Se você tem interesse em participar fica ligado na fanpage do Facebook do Startup Weekend Balneário Camboriú que logo devem iniciar as inscrições.

Eu teria várias outras coisas pra falar sobre organização do SW mas vou deixar para um outro post! Esse foi só o primeiro post e espero que tenham curtido! Me conta ai nos comentários o que achou!

Comments

comments

dilojunior